Terceira vítima do médico e prefeito de Uruburetama vem a público denunciar abusos

Mais uma mulher gravou um vídeo, neste domingo (11), denunciando os abusos do médico e prefeito de Uruburetama, Dr. Hilson (PCdoB)

Mais uma mulher gravou um vídeo, neste domingo (11), denunciando os abusos do médico e prefeito de Uruburetama, Dr. Hilson (PCdoB), com seus pacientes. Após as denúncias de Francisca das Chagas e Edvânia Teixeira, Maria Eleonelda afirmou ter sido vítima do médico durante um exame e ameaçada pelo gestor.

“Ele mandou eu tirar a roupa, eu disse que não tirava. Aí, ele apertou os meus seios para ver se tinha caroço, ficou apertando, mandou eu abrir as pernas bastante para ver se tinha alguma coisa. E eu senti que ele estava com a ‘bicha’ dura, né. Eu não falei com o pai dos meus filhos, que era o homem que eu vivia com ele, porque eu sabia que, se eu falasse para ele, ele ia querer fazer alguma coisa com ele. E eu também fiquei com medo porque ele disse que ele era autoridade. Quem era eu, na frente dele? Eu não era nada”.

“Eu peço a todas as mulheres que já passou na mão dele, porque agora é a hora, né. E se acontecer alguma coisa, foi ele, porque ele tem o mode fazer com todo mundo e ele ameaça, né, de mandar os capangas matar as pessoas”.

Defesa cai por terra

Dr. Hilton é acusado de praticar sexo com pacientes em consultórios públicos e privados no município, além de registrar as aventuras sexuais no celular. As teses de defesa do advogado Kaio Castro apenas complicam mais a situação do prefeito. Primeiro, a defesa tentou alegar que nenhum conteúdo foi filmado, mas não foi isso que os leitores do Ceará News 7 puderam conferir aqui.

Agora, a outra tese da defesa de que as práticas sexuais eram consensuais também caíram por terra, com a denúncia de Francisca das Chagas. Entre populares, o caso começa a ser comparado ao do criminoso Roger Abdelmassih, médico condenado a 278 anos de prisão por estupros de pacientes.

Confira:

Ceará News 7

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.