Saiba o que acontece se o seguro DPVAT não for pago até esta quarta-feira

SEGURO OBRIGATÓRIO DO VEÍCULO

Tradicionalmente feito na data do licenciamento do veículo, o pagamento do seguro obrigatório de  Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) passa a ter vencimento no Ceará nesta quarta-feira, 31. A mudança tem gerado dúvidas dos usuários sobre as consequências da falta de pagamento.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) a fiscalização e autuação por falta de seguro só ocorrerá a partir data em que passa a ser exigido o licenciamento, que varia conforme a placa do veículo. Contudo, enquanto não ocorrer o pagamento, o proprietário do veículo fica sem cobertura do DPVAT. Tire as principais dúvidas sobre o pagamento e o impacto para o proprietário. As respostas são da seguradora Líder, administradora do DPVAT, e do Detran-CE:

Todos os proprietários de veículos, independentemente da placa, devem pagar até 31 de janeiro?

Resposta da seguradora Líder – Sim, todos os proprietários de veículo do Ceará devem realizar o pagamento do Seguro DPVAT até o dia 31 de janeiro. Vale lembrar que a quitação do Seguro DPVAT é condição necessária para a obtenção do CRLV, documento de comprovação do licenciamento anual do veículo e de porte obrigatório.

O que acontece se o pagamento do DPVAT for feito junto com o licenciamento?

Resposta da seguradora Líder – A cobertura do Seguro DPVAT não é válida para o proprietário do veículo, caso esteja inadimplente. Contudo, as demais vítimas estão cobertas. De acordo com a resolução 332/2015 do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)  “se o proprietário do veículo causador do sinistro não estiver com o prêmio do Seguro DPVAT pago no próprio exercício civil, e a ocorrência do sinistro for posterior ao vencimento do Seguro DPVAT, o proprietário não terá direito à indenização”.

Vale lembrar, ainda, que a quitação do Seguro DPVAT é condição necessária para a obtenção do CRLV, documento de comprovação do licenciamento anual do veículo e de porte obrigatório. Por isso, o Detran-CE realiza a exigência da quitação do Seguro DPVAT no momento do licenciamento anual do veículo.

Como será a fiscalização de quem pagou ou não pagou o Seguro DPVAT?

Resposta do superintendente adjunto do Detran-CE, Pablo Ximenes – O Detran é responsável por licenciar os automóveis e motocicletas. Isso segue um calendário específico do Detran, com base no emplacamento de cada veículo. Para efetuar o licenciamento, o Detran vai verificar que a quitação do Seguro DPVAT foi de fato realizada. Caso o usuário não pague o seguro, além de não conseguir licenciar o automóvel, ele ficará sem cobertura do seguro até que eventualmente pague.

Qual a punição por falta de licenciamento?

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, conduzir veículo que não esteja licenciado é infração gravíssima, com custo de R$ 293,47, sete pontos na carteira de motorista do condutor e recolhimento do veículo.

Há multa para quem não pagar o Seguro DPVAT no prazo?

Resposta da seguradora Líder – Em caso de pagamento com atraso, não há incidência de multa sobre o valor do seguro. No entanto, o proprietário do veículo fica descoberto em caso de sinistro.

É preciso emitir uma nova guia caso o pagamento seja realizado após o vencimento?

Resposta da seguradora Líder – Os proprietários de veículos que não pagarem o seguro até a data de vencimento não precisam emitir nova guia no site. A guia é emitida sem data de vencimento e não é necessária a emissão de uma nova se perder o prazo.

Houve mudança na data da cobrança?

Resposta da seguradora Líder – Não houve mudança na data de pagamento do Seguro no Estado do Ceará. De acordo com a Lei 6.194/1974 e a Resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) 332/2015 em anexo, o vencimento do Seguro DPVAT deve ser o mesmo da cota única do IPVA. A regulamentação diz, ainda, que somente veículos isentos do IPVA devem ter o DPVAT quitado até a data emplacamento ou do licenciamento anual.

Sendo assim, o pagamento do Seguro DPVAT acompanha a data de vencimento da cota única do IPVA em todos os Estados brasileiros. Portanto, no Ceará, o vencimento do Seguro DPVAT de todos os veículos e todas as placas será no dia 31 de janeiro de 2018.

Caso o proprietário tenha pago o DPVAT do exercício de 2017 no fim do ano passado, é necessário realizar o pagamento no dia 31 de janeiro de 2018?

Resposta da seguradora Líder – O seguro é válido para o exercício do ano vigente. Portanto, ele vigora de 1º de janeiro a 31 de dezembro de cada ano. Importante reforçar que essa vigência não foi estabelecida em 2018. Ou seja, não há mudanças. Ela está amparada em resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados, o CNSP. No artigo em destaque abaixo, é possível encontrar a norma:

Da Expedição do Bilhete do Seguro e sua Vigência

Art. 23. A expedição do bilhete do Seguro DPVAT obedecerá aos seguintes procedimentos:

I – no caso de veículos sujeitos ao Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores – IPVA, o bilhete de Seguro DPVAT será expedido, exclusivamente, com o Certificado de Registro e Licenciamento Anual;

II – o prêmio do Seguro DPVAT será pago conjuntamente com a cota única do IPVA .

§ 1.º A vigência do Seguro DPVAT corresponde ao ano civil, isto é, inicia-se em 1º de janeiro e termina em 31 de dezembro do mesmo ano.

O que é o seguro DPVAT?

Resposta da seguradora Líder – o DPVAT é um seguro obrigatório de caráter social que protege os mais de 200 milhões de brasileiros em casos de acidentes de trânsito. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão brasileiro acidentado em território nacional, seja motorista, passageiro ou pedestre. Só em 2017 foram indenizadas 32.019 pessoas no Estado do Ceará em casos de morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS).

Como fazer o pagamento?

Resposta da seguradora Líder – Para emitir a guia do Seguro DPVAT, os proprietários de veículos do Ceará devem acessar diretamente site da Seguradora Líder ou o site do Detran do Estado e realizar o pagamento nos seguintes bancos: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú ou Santander.

Quem define o valor do seguro DPVAT?

Resposta da seguradora Líder – O seguro DPVAT tem seus valores fixados pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) e tem vigência de 1º de janeiro a 31 de dezembro de cada ano. Esses valores são os mesmos para todos os estados do país, bem como as condições de pagamento, e são fixados pelo CNSP todos os anos. O que muda de estado para estado é a data de vencimento do Seguro DPVAT, que segue os calendários estaduais de pagamento do IPVA.

Os valores para 2018 foram anunciados em dezembro passado pelo CNSP na Resolução 351/2017, com redução de 35% para todas as categorias, com exceção da categoria 9, que vai continuar pagando R$ 180,65 por conta da sinistralidade (maior quantidade de acidentes).

– Automóveis e caminhonetas particulares/oficial, missão diplomática, corpo consular e órgão internacional – R$ 45,72;

– Motocicletas, motonetas e simulares – R$ 185,50;

Os valores das demais categorias podem ser encontrados diretamente no site da Seguradora Líder: www.seguradoralider.com.br

Como requerer a indenização?

Resposta da seguradora Líder – As vítimas ou seus familiares devem se dirigir a um dos postos de atendimento autorizados da Seguradora Líder, apresentar a documentação necessária em cada um dos casos (morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas) e dar entrada no pedido. O mais importante é que todo o processo é feito sem a necessidade de intermediários. Se a documentação estiver correta, o prazo para pagamento é em até 30 dias, exclusivamente por depósito em conta corrente ou poupança.

Em todos os casos, alguns documentos básicos são obrigatórios como RG, comprovante de residência e o boletim de ocorrência do acidente. Para cada uma das coberturas, há a indicação de documentos específicos, cuja listagem está disponível no site da Seguradora Líder, assim como todos os endereços dos representantes autorizados.

Qual é a importância do pagamento do Seguro DPVAT para a população?

Resposta da seguradora Líder – A principal característica do Seguro DPVAT é o seu caráter social, oferecendo proteção aos mais de 200 milhões de brasileiros envolvidos em acidentes de trânsito, sem apuração de responsabilidade e incluindo mesmo aqueles que não são proprietários de veículos. Somente em 2017, 383.993 indenizações foram pagas em todo o Brasil. O Seguro DPVAT garante três tipos de cobertura: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares (até R$ 2.700).

Redação O POVO Online

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.