Nova lei garante adicional de 20% a agentes de saúde do CE

INSALUBRIDADE

Foi sancionada na manhã de ontem, pelo governador do Estado, Camilo Santana, uma nova lei que garante o pagamento de um adicional de 20% de insalubridade a 7.209 agentes comunitários de saúde e endemias de 183 municípios cearenses. A solenidade de assinatura, sediada no Palácio da Abolição, contou com a presença de líderes sindicais e políticos vinculados à categoria.

De acordo com o Governo do Estado, R$ 7,4 milhões são destinados ao pagamento mensal dos agentes de saúde e endemias no Ceará, e mais R$ 1,4 milhão deve ser acrescentado com a instituição do adicional de insalubridade. A gratificação já começa a ser paga em junho deste ano, e era uma “luta antiga” da categoria, segundo a presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde (Sindsaúde), Marta Brandão.

“Até os médicos, que são pessoas da área da saúde, questionavam o porquê da nossa reivindicação, diziam que não havia exposição a riscos. Mas essa é natureza das nossas atividades, já que nós somos o elo entre a comunidade e a saúde”, afirmou Brandão.

No total, de acordo com o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Ceará (Cosems/CE), cerca de 15 mil agentes são distribuídos em todo o território cearense, dos quais pouco mais de 7 mil são vinculados à Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). A cidade de Caucaia, apesar de ser segunda maior do Ceará, é a líderem número de agentes de saúde e endemias, com 553 profissionais em atuação diária.

Na solenidade, Santana declarou que a lei “é um reconhecimento ao trabalho que esses profissionais exercem, visitando todos os dias as residências e misturando profissões desde a enfermeira até o médico, psicólogo e professor”.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.