Moro tira férias na Justiça Federal para se dedicar à transição

Exoneração deve sair em janeiro

O juiz federal Sergio Moro entrou de férias nesta 2ª feira (5.nov.2018) para atuar na transição de governo. Na última 5ª feira (1º.nov), o juiz aceitou o convite do presidente eleito Jair Bolsonaro para assumir o superministério da Justiça e da Segurança Pública em 2019.

Em ofício encaminhado ao corregedor regional da Justiça Federal da 4ª Região, Ricardo Teixeira do Valle Pereira, Moro disse que pretende tirar todos os períodos de férias a que tem direito antes de pedir exoneração.

Segundo a Justiça Federal da 4ª Região, nas férias de Moro, a juíza federal substituta Gabriela Hardt assumirá a titularidade plena da 13ª Vara Federal de Curitiba.

O magistrado terá férias até 21 de novembro –ele tem 17 dias remanescentes de 2012/2013. “As férias também permitirão que inicie as preparações para a transição de governo e para os plenos para o ministério”, afirmou o juiz no ofício.

No documento, o magistrado disse que entrará com o novo pedido de férias de 21 de novembro a 19 de dezembro. Ele não cita quantos períodos de férias ainda tem direito.

O juiz reafirma que, por aceitar o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro, deixará a Justiça Federal e o faz “com certo pesar”. Moro disse que o pedido de exoneração será feito “no início de janeiro, logo antes da posse no novo cargo“.

(com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.