Justiça dos EUA traça o caminho da propina para a Globo

No depoimento que mencionou a Globo pelo menos catorze vezes, o delator também detalha, ainda, propinas pagas para José Maria Marin e Marco Polo del Nero

Em reportagens feitas pela própria Globo a respeito do escândalo de propina envolvendo a emissora e a FIFA, os jornalistas afirmam que o delator Alejandro Burzaco, da empresa Torneos y Competencias, não teria esclarecido de que forma a propina chegou às mãos do falecido cartola argentino Julio Grondona.

Essa informação, entretanto, é totalmente falsa. De acordo com a ata do depoimento de Burzaco em seu segundo dia de depoimento, ocorrido nesta quarta-feira 15, há bastante clareza na forma como o dinheiro saiu do caixa da emissora para as mãos de Grondona.

“Os direitos foram transmitidos à Teleglobo no Brasil. Para isso, a T&T Netherlands recolheria da Teleglobo e usaria parte dos fundos da T&T Netherlands para pagar subornos”, disse Burzaco.

No depoimento que mencionou a Globo pelo menos catorze vezes, o delator também detalha, ainda, propinas pagas para José Maria Marin e Marco Polo del Nero, os respectivos ex-presidente e atual presidente da CBF.

Jornal Livre

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.