Em dois meses de trabalho, Cid Gomes só apresenta um único projeto no Senado

FG está sendo bem pago para fazer mau uso do cargo em Brasília

O senador Cid Gomes ( PDT-CE) começou a trabalhar em Brasília há dois meses. Nesse período, só apresentou um projeto no Senado. Enquanto isso, o deputado federal Capitão Wagner (PROS-CE) deu entrada com 20.

Os dois foram os mais votados nas Eleições 2018.

Veja o que Cid fez

Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 20/19, que pretende reduzir de 75% para 50% a cobrança sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidentes nos transportes interestaduais, intermunicipais e de comunicação pertencentes aos municípios para oferecer uma “maior autonomia” aos estados.

Confira trabalho de Wagner

Em tempo

Em contra partida, o deputado gastou R$ 44.587,70 nesse período, enquanto Cid usou R$ 14.799,21.

Veja

Em tempo

O maior gasto do mandato de ambos, entretanto, está com o pagamento de servidores comissionados que os parlamentares podem contratar. A folha de pessoal dos nove servidores lotados no gabinete de Cid Gomes, em março, foi R$ 74.624,96. Já no gabinete de Capitão Wagner, os 25 servidores contratados custaram, também no mês de março, um total de R$ 107.041,17.

Com informações de Política Real

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.