Câmara volta do recesso e tem semana decisiva sobre a reforma da Previdência

A Câmara dos Deputados volta do recesso nesta segunda-feira ainda com incertezas em relação à reforma da Previdência.

A Câmara dos Deputados volta do recesso nesta segunda-feira ainda com incertezas em relação à reforma da Previdência. O governo avalia não ter os votos necessários para aprovar o projeto. Com uma vitória ainda distante, Planalto e Congresso estariam se preparando para minimizar o desgaste em uma eventual derrota.

As contagens mais otimistas apontam que, atualmente, o governo conta com  270 votos. Para aprovar a reforma de Previdência, são necessários 308 votos em dois turnos. Para mobilizar a base aliada, líderes deverão se reunir em suas bancadas na terça-feira, antes de se reunirem com o presidente da Câmara , Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O governo trabalha com duas possibilidades: votar a proposta sem previsão de vitória ou adiá-la para novembro. Na sexta-feira, o presidente Michel Temer disse que seu governo resistirá caso a reforma previdenciária não seja aprovada , mas os seguintes, não. Para o emedebista, o crescente rombo do sistema trará maiores problemas para o País nos próximos anos.

Marcada para 19 de fevereiro, a votação da reforma na Câmara ainda deverá ser discutida por Temer e Maia, que decidirão se vale ou não levar o projeto a plenário sem garantia de votos.

Ceará Agora

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.