Brasileiro que matou tios e primos na Espanha é condenado à prisão perpétua

CRIME BÁRBARO

O brasileiro que matou seus tios e primos na Espanha em 2016 foi condenado nesta quinta-feira (15) à prisão perpétua.

François Patrick Nogueira, 22, já havia sido considerado culpado pelo júri de um tribunal espanhol no último dia 3, mas a sentença ainda não havia sido determinada. Nogueira confessou ter assassinado e esquartejado seus parentes na pequena cidade de Pioz.

Ele recebeu a pena máxima prevista no Código Penal espanhol: prisão perpétua que pode ser revisada após 25 anos de sentença, segundo a decisão lida por María Elena Mayor, presidente do tribunal encarregado do caso, que fica em Guadalajara (a 60 km de Madri).

Ao considerá-lo culpado, o júri havia declarado que Nogueira “sabia o que era certo e errado, e as consequências”.
O brasileiro fugiu, pouco depois de cometer o assassinato, para João Pessoa (PB). Retornou à Espanha em outubro de 2016 e se entregou à polícia, convencido por sua família de que seria melhor cumprir pena na Europa do que no Brasil.

Os corpos foram encontrados um mês depois, graças a um funcionário da manutenção que alertou para o odor procedente da residência.

Enquanto cometia os crimes, Nogueira trocou mensagens com um amigo no Brasil, Marvin Henriques, a quem “pedia conselhos, relatava o que estava fazendo e enviava fotografias dos cadáveres, recebendo por parte de seu interlocutor mensagens de incentivo”, afirma um documento judicial. (Folhapress)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.