Brasileiro que matou e esquartejou família é condenado na Espanha

Patrick Nogueira foi a júri popular

Na Espanha, o júri popular, formado por 9 pessoas, declarou culpado o brasileiro Patrick Nogueira, de 22 anos, pelos assassinatos dos tios e 2 primos, sendo duas crianças. O crime aconteceu em Pioz, na província de Guadalajara, em 17 de agosto de 2016.

O julgamento começou no dia 24 de outubro em Guadalajara. Após 8 horas de deliberações, o júri, composto por 7 homens e duas mulheres, entregou neste domingo (4.nov.2018) o veredicto à magistrada Elena Mayor para estipular a pena do acusado, que pode ser condenado à prisão perpétua.

A pena ainda será definida pela Justiça. Apesar da decisão do júri, a defesa quer 25 anos de detenção, sob o argumento de que Patrick sofre de transtorno mental transitório.

Patrick confessou ter matado e esquartejado os tios Marcos Santos e Janaina Santos e os primos de 1 e 4 anos. Para o júri, o brasileiro agiu com crueldade com os menores, planejou os crimes, e, por isso, não terá direito a nenhuma desoneração.

“Peço perdão, não nego, não questiono”, afirmou o acusado durante o julgamento. O brasileiro ainda reconheceu que causou “danos demais“, por isso pediu tratamento especializado na tentativa de “mudar”.

A acusação pública e a privada solicitaram a condenação à prisão permanente revisável porque duas das vítimas eram menores e também porque consideram que os crimes foram planejados.

A investigação do caso apresentou uma troca de mensagens pelo celular entre Patrick e 1 amigo no Brasil, na qual o jovem não demonstra arrependimento.

A defesa argumentou que Patrick sofre de transtorno mental transitório.

(com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.