Após ser substituído em plantão, médico atende pacientes na calçada

O médico atendeu pela parte da manhã e foi para casa.

Na manhã desta quinta-feira (25), uma cena, no mínimo inusitada, chamou a atenção dos moradores de Itapajé, na região Norte, que buscaram atendimento no Hospital e Maternidade João Ferreira Gomes. De acordo o médico Rodrigo Gomes, que atende em regime de plantão no hospital, quando o profissional chegou ao local para mais um dia de trabalho, se deparou com outro médico se preparando para iniciar o atendimento em seu lugar, sem nenhum aviso prévio.

Atendimento

Rodrigo teria questionado a atitude “e, sem resposta, diante disso, eu fui em casa, peguei uma mesa e cadeiras e me coloquei em frente ao hospital, iniciando os atendimentos do dia”, revelou. Ainda, segundo o médico, há cerca de um mês, o antigo diretor que teria sido afastado do hospital teria questões políticas internas divergentes da Secretaria de Saúde, assim como o próprio médico. Rodrigo disse que não foi informado pela Secretaria quanto a sua substituição. O médico atendeu pela parte da manhã e foi para casa.

Estrutura

O hospital, que atua na Atenção Secundária, oferece a população atendimento por meio de médicos plantonistas 24 horas. Os profissionais, no total 6, são contratados por uma cooperativa que administra os plantões, com revezamento entre demandas de parto, visitação de leitos e atendimento clínico (urgência e emergência).

Atraso

De acordo com o secretário de Saúde de Itapajé, Davi Faustino, o profissional teria chegado duas horas após seu horário normal de trabalho, sendo reincidente em faltas e atrasos no hospital. “a contratação da cooperativa se deu pelas faltas ocasionais que tínhamos nos plantões. Nesse caso, por observarmos o que seria mais uma possível falta do médico, por volta das 8 horas da manhã, entramos em contato com a cooperativa contratante e solicitamos um médico substituto. Ao chegar no hospital e constatar que outro plantonista fazia o atendimento em seu lugar, ele achou por bem tomar essa atitude. Diante do ocorrido, faremos um comunicado à cooperativa para que seja feita a substituição por outro profissional”, ”, explicou o secretário.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará (Cremec) informou que ainda não recebeu nenhuma demanda sobre esse caso, mas que se isso ocorrer, as informações serão analisadas para posterior posicionamento. Abaixo, o vídeo com o atendimento, que chamou a atenção das pessoas.

Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.